10 cidades históricas do Brasil

Muitos turistas e curiosos visitam o Brasil à procura de belas praias e, principalmente, pelo clima tropical. Mas a beleza do nosso país vai muito além de praias paradisíacas e belas florestas. Mesmo com toda mudança ocorrida com o passar do tempo, existem muitas cidades que conservam patrimônios históricos, despertando o interesse em fazer uma viagem no tempo! Pensando nisso, separamos as 10 cidades históricas no Brasil, que merecem ser conhecidas.

1°. Ouro preto – MG

Ouro Preto
Créditos da foto: A Riqueza de Viajar

Município de Minas Gerais que em 1980 foi declarada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade com sua arquitetura colonial, a região atrai diversos turistas de todas as partes do Brasil. Antes de ser descoberta, Ouro Preto era habitada por povos indígenas e era conhecida como “Vila Rica”, que recebia colonizadores a procura de ouro. Após a Inconfidência Mineira e a Independência, a cidade recebeu o nome de Ouro Preto, baseado nas riquezas que existiam no local. Além da arte barroca que reflete principalmente nas igrejas, que foram transformadas por importantes escultores, como o Aleijadinho, a cidade fica bastante movimentada durante o Carnaval e a Semana Santa, quando são realizados desfiles e exposições que fazem a diversão dos turistas e das famosas repúblicas estudantis.

Quando visitar a região, não deixe de fazer um passeio de maria-fumaça, uma locomotiva de 1949, que leva os visitantes até o bairro de Mariana. Já o Parque Estadual do Itacolomi, possui trilhas e mirantes que oferecem vistas para belas paisagens.

2°.  Olinda – PE

Ladeiras de Olinda
Crédito da foto: Pinterest

Dona de um dos melhores carnavais do Brasil, a cidade de Olinda também recebeu o título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade. Duarte Coelho Pereira, em 1537, desenvolveu a cidade fundando o primeiro engenho de açúcar e agricultura. quando a população indígena ainda habitavam a região. Em 1630 os holandeses invadiram a cidade incendiando o local e só em 1654, os portugueses voltaram ao poder.

Ao chegar na cidade, visite as igrejas marcadas pelo barroco como a Igreja da Sé, o Convento de São Francisco, a Ladeira da Misericórdia, o casarão colonial antigo e o Mosteiro de São Bento, onde a maior parte é folheada a ouro.

3°.  Tiradentes – MG

Tiradentes

Após receber algumas denominações, a cidade recebeu esse nome de Tiradentes em homenagem a Joaquim José da Silva Xavier. Considerada um dos centros históricos do Brasil, marcado pela preservação da arte barroca, a cidade foi considerada Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, após recuperar partes históricas das igrejas como as do século 18, casas e monumentos.

A Matriz de Santo Antônio é parada obrigatória, pois carrega traços de Aleijadinho e é a segunda igreja em ouro do país. Situadas no Largo das Forras, as charretes levam o visitante para conhecer as principais atrações da região. Faça um passeio até o Chafariz de São José e o Museu Padre Toledo. Os ateliês de arte oferecem materiais confeccionados por artesãs na Rua Direita e da Câmara. Além de ser um destino histórico, a cidade também é procurada em épocas de eventos, como o Festival de Cultura e Gastronomia, que recebe diversos chefes de cozinha do exterior.

4°. Salvador – BA

Salvador
Crédito da foto: topodomundo.com.br

Salvador é a capital do estado da Bahia e foi a primeira sede colonial portuguesa do Brasil, descoberta em 1510, após o naufrágio de um navio francês. Em 1549, a região recebeu embarcações enviadas pelo rei de Portugal, com o objetivo de fundar a cidade, nascendo assim a “São Salvador da Bahia de Todos os Santos”. Até 1763, Salvador era a primeira capital do país. Logo após o império, foi transferida para o Rio de Janeiro. A cidade foi palco de um dos acontecimentos históricos mais importantes, consolidando a independência do Brasil.

No Pelourinho está localizado o Centro Histórico de Salvador, marcado pela arquitetura colonial. Milhares de pessoas são atraídas para a região durante toda época do ano, mas principalmente no carnaval. Salvador foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1985 e é, historicamente, uma das mais importantes da América.

5°. São João Del Rei – MG

Sao Joao Del Rei
Créditos: pacodolavradio

Município do estado de Minas Gerais, São João Del Rei é marcada pela variedade arquitetônica da cidade, não se restringindo apenas ao barroco. Em 1701, Tomé Portes Del Rei chegou na região do Porto Real da Passagem, as somente em 1705 o Arraial Novo do Rio das Mortes foi fundado, dando origem a cidade. Alguns anos depois, a região foi palco de conflitos armados que se espalharam por todo o estado. Em 1713, recebeu o nome de São João Del Rei, em homenagem ao rei Dom João V. Naquela época, o ouro e a agricultura eram as principais atividades exercidas.

Quem visita a cidade, percebe claramente que as tradições e lembranças históricas continuam vivas. O Solar dos Neves e a Igreja de Nossa Senhora do Pilar carregam traços da época. Não deixe de conhecer a Igreja de São Francisco de Assis, que chama a atenção pela estrutura. Para finalizar a sua viagem, faça um passeio pela maria-fumaça, apreciando a paisagem da Serra de São José.

6°. Paraty – RJ

Paraty

Apesar de estar situada entre dois rios, a beleza de Paraty não está nas paisagens, mas sim na arquitetura. A cidade está localizada no Rio de Janeiro e tornou-se independente em 1667, após várias revoltas populares.

Após descobrirem o ouro em Minas Gerais, o governador determinou que as mercadorias só poderiam chegar a Minas ingressando pelo Rio de Janeiro. A cidade também foi importante rota de ciclo do café, até ser substituída pela ferrovia São Paulo-Rio. E devido a mudança no caminho dos produtos, a cidade foi esquecida durante muito tempo, preservando a arquitetura colonial considerando-a Monumento Histórico Nacional.

Os carros são proibidos no centro histórico, o que torna a viagem mais interessante, podendo observar melhor os detalhes arquitetônicos. A Igreja de Nossa Senhora dos Remédios é a mais visitada e teve grande importância econômica.

7°.  Porto Seguro – BA

Porto Seguro
hurb

Localizada na Bahia, Porto Seguro possui grande importância na história do Brasil. Foi o primeiro local a ser avistado por Pedro Álvares Cabral, ao chegar no país em 1500 e foi fundada em 1534, com a construção de casas, capelas e armazéns.

Ao visitar a cidade, comece o passeio pelo Marco do Descobrimento, situado na Praça Pero Campos de Tourinho, na Cidade Alta. O monumento marca a chegada dos portugueses ao Brasil. Além de apreciar as construções históricas, você pode observar também uma vista incrível do mar. Outro ponto turístico é a Igreja de Nossa Senhora da Pena, onde estão guardadas imagens históricas e foi construída em 1535.

Devido a preservação do patrimônio histórico, não é permitido a construção de prédios altos. A região tornou-se um marco e teve um papel importante nos primeiros anos de colonização.

8°. Congonhas – MG

Congonhas
Créditos: globo.om

Congonhas, em Minas Gerais, foi um importante centro de mineração. A região era conhecida como “Congonhas do Campo”, devido a uma planta medicinal encontrada no local e pessoas de diversas partes do mundo visitavam a região em busca de cura para doenças. Até hoje, a região é considerada centro de peregrinação, reunindo fiéis que procuram o fim de suas aflições. Com o passar dos anos, passou a ser apenas Congonhas.

Chegando na cidade, já é possível observar monumentos do barroco. No alto de uma colina está a riqueza barroca de Aleijadinho, marcada no conjunto arquitetônico da cidade. O Santuário do Bom Jesus de Matosinhos é considerado Patrimônio da Humanidade desde 1985. É o local mais procurado da região, onde estão as famosas imagens dos doze profetas, esculturas em tamanho real. Além do santuário, Aleijadinho também é responsável por imagens esculpidas, localizadas em seis capelas que formam o Jardim dos Passos.

Peças feitas em pedra-sabão e os bordados se tornaram fonte de renda. Visite as igrejas, estação ferroviária, museus, ruínas e outras atrações. Você vai se encantar pela região!

9°. São Luís – MA

São Luis
Créditos: portalsinalverde

Fundada por franceses em 1612, São Luís é a capital do Maranhão. Após a chegada dos franceses, a cidade foi invadida por holandeses, até ser colonizada pelos portugueses. Com o passar do tempo, a cidade foi restaurada, preservando um cenário histórico na região e algumas tradições culturais, como a apresentação do Bumba-Meu-Boi, uma festa folclórica que atrai milhares de turistas.

Seja em arquitetura ou costumes, a cidade reflete a mistura cultural de diversos povos que em 1997, ganhou o título de Patrimônio Mundial pela UNESCO.

10°. Petrópolis – RJ

Petropolis
Além de todo o charme, Petrópolis respira cultura.

Petrópolis é a maior cidade da região serrana do Rio de Janeiro, recebeu esse nome em homanagem ao imperador Dom Pedro II, que fundou a cidade em 1843. Considerada a “Cidade Imperial” e a segunda a ser projetada no Brasil, a região foi palco de importantes acontecimentos históricos, como o Tratado de Petrópolis, que incluía do Acre ao Brasil. E mesmo com o fim do império e o passar dos anos, o que não passa despercebido na cidade é a sua arquitetura. Você pode conhecer o Palácio Imperial, hoje Museu Imperial, que abriga preciosidades da época do império. No centro histórico da região, também estão o Palácio de Cristal, famoso pelas paredes de vidro, e o Palácio de Quitandinha, o maior palácio do país. Mantendo seus casarões bem preservados e áreas verdes.

Comentários

Deixe um Comentário


Entre em Contato

Escreva para nós, vamos trocar algumas ideias!

Telefone

(44) 9991-4402

(44) 3649-2548

Email

contato@azzagencia.com.br

Localização

Av. Pres. Kenedy, 863 - Sala 08 - Centro, Palotina - PR

Deixe sua mensagem